quinta-feira, 20 de setembro de 2007

Um dia a gente descobre que tudo não passou de um sonho... lindo, doce e musical
Lindo como a pessoa que, por algum tempo, participou dele
Doce como cada beijo, cada toque, cada lembrança
E musical como um acorde de guitarra

Um dia a gente descobre que um dia as coisas mudam de lugar, de tamanho, de intensidade
De lugar pois já não moram mais em você
De tamanho pois vão se esvaindo com o tempo
De intensidade pois se transformam num vazio

Um dia a gente descobre que o tempo não é o nosso único inimigo... tem também a distância, o medo e o passado
A distância pois não podemos partilhar tanto quanto gostaríamos
O medo de não sermos AQUELA pessoa
O passado... pois esse fica aprisionado nas boas recordações

Um dia a gente descobre que viveu anos em segundos
Que conheceu, provou e perdeu
Tudo tão intensamente quanto possível
OBRIGADA e até... quem sabe? Um dia!

3 comentários:

Sonho Meu disse...

Oi,
"of course" que voce pode me linkar. Enquanto isso, vou "favoritar" o seu blog ok? Tenho que fazer uma organizada nos meus links, mas to dependendo da ajuda do maridinho, que anda muito ocupado ultimamente. Adorei os post. Voce escreve muito bem !
bjos,
me

Anne disse...

Oi, linda!!!
Disse tudo, absolutamente tudo o q estou passando...tudo isso eu vivi e pensei nesse ultimo mes...
As vezes ainda me pergunto se é melhor o experimentar isso e perder ou o nunca experimentar! Não conhecer o amor não me faria sentir tanta falta dele...mas ainda prefiro ter tido aquilo tudo pra mim, ter visto o q vi, sentido o q senti, recebido tudo o q recebi, mesmo que agora só restem lembranças e saudade...e, claro, o meu imenso amor aqui no peito.
Mas a vida segue e "vamo q vamo".
Bjossss, não tomei chá de sumiço não, só as vezes me atrapalho e fico sem conseguir visitar os cantinhos que adoro, como o seu!

CeiSa disse...

É...
Um dia a gente descobre tanta coisa... E descobre que nada é vão e que nunca é tarde demais!!!

Adorei o texto!!!



ótima tarde!!


Beijos!