quarta-feira, 31 de outubro de 2007

Às vezes me pergunto porque é tão difícil não pensar em você...

Dez meses se passaram e parece que foi ontem que te vi saindo da minha vida. Muitos sonhos desfeitos, planos que ficaram pela metade, sentimentos que teriam que morrer.

Tanto tempo depois percebo que nada mudou... os sonhos são os mesmos, os planos sigo concretizando e os sentimentos só aumentaram. Todo o tempo só fiz mentir para mim que você já não me importava mais.

O que fez tudo dar errado? Que porta abrimos que nos levou por direções diferentes? Por que isso não pode simplesmente ser um pesadelo que a gente acorda no dia seguinte?

Não tenho respostas mas muitas perguntas.
Não tenho dúvidas mas muitas certezas mudaram.
Não tenho raiva mas um pouco de mágoa.
Não tenho você... mas como eu queria!

* Agora vou mergulhar de cabeça em novos projetos e o primeiro deles... é te esquecer.

11 comentários:

Erika disse...

vida nova? mergulhe fundo..

beijos querida

Batom Cor de Rosa disse...

sei como é, e superei isso.
a gente só esquece quando o coração e a cabeça pensam juntos nesse esquecimento.
beijão, te linkei! =)

Amélie disse...

Soa "clichezinho", mas o tempo é o senhor da razão.

Beijos e se cuida.

Ingrith disse...

Talvez isso te ajude

http://ddigger.blogspot.com/2007/08/o-que-precisa-ser-dito.html

Ingrith disse...

Esse texto é foda né? Toda vez que leio morro de chorar! Mas nos faz pensar...

Bom, bola pra frente né?

Bj

Tatá disse...

"...Não tenho respostas mas muitas perguntas..."
Essa sou eu.

Amei o que escreveu, linda.
E que venham os novos projetos e a felicidade juntamente com eles.

Beijos

Paula disse...

Às vezes o melhor projecto é mesmo esquecer... para que se possa começar uma vida nova.

Lindo blog.
Voltarei
Abraço

O Profeta disse...

Tem um paricular encanto o teu espaço, volto se não te importares...


Beijinho

Oliver Pickwick disse...

Versátil este seu blog. Move-se entre textos românticos e criativos, como esse:
"Carrego comigo os carinhos, as lembranças, as fotografias... até as não tiradas", até outros, mais existencialistas como, por exemplo, esse aqui: "Não me dêem fórmulas certas que eu não espero acertar sempre".
Lamento pela melancolia impregnada nos posts mais recentes, contudo, você sabe, não existe fórmula certa para afastá-la, porém, fórmulas podem ser experimentadas e, muitas vezes, resultam em sucesso. Um simples olhar para dentro, pode marcar o início de uma "carreira" promissora na arte de manipular fórmulas.
O que está esperando para encarar o laboratório, o Natal?
Voltarei outras vezes!

Girassol disse...

Por vezes, é a falta de respostas que nos impede de fechar a porta e recomeçar...
Mas, algum dia, mesmo que as respostas não surjam, acordarás sem necessidade de fazer perguntas, com vontade de sacudir a poeira da alma e viver tudo de bom que está por vir.
Com calma, todas as feridas saram e o sorriso volta a brilhar.

Beijo.

Heliarly disse...

Quantos selos!
Quantas fotos!



Belas poses, voltarei mais vezes!
Até